Com exibições gratuitas, documentário conta trajetória do monsenhor Domingos Nakamura, em Álvares Machado

  • 15/05/2024


Longa-metragem será transmitido publicamente e em escolas municipais em maio e junho. Documentário sobre monsenhor Nakamura terá exibições gratuitas, em Álvares Machado (SP) Reprodução É difícil encontrar um morador de Álvares Machado (SP) que não tenha ouvido falar sobre o monsenhor Domingos Nakamura. Durante os meses de maio e junho, alunos de escolas municipais e moradores do município poderão participar de sessões gratuitas do documentário bibliográfico “Estrela da Manhã”, a partir desta quinta-feira (16) (veja a programação completa no fim desta reportagem). 📱 Participe do Canal do g1 Presidente Prudente e Região no WhatsApp O padre japonês dá nome a uma rua do município, a uma estrada rural e a um museu e centro de pesquisas. Apesar disso, muitos moradores ainda desconhecem a jornada heróica deste missionário que pode se tornar santo da Igreja Católica O documentário conta parte da trajetória de monsenhor Nakamura, desde a formação religiosa no Japão, a vinda ao Brasil e o trabalho missionário que ele executou no Oeste Paulista e em regiões vizinhas. O filme lançado em Presidente Prudente (SP), em novembro de 2021, será pela primeira vez exibido publicamente no município onde morou o monsenhor Nakamura entre 1928 e 1940, motivo de realização pessoal para o diretor do filme, o jornalista Marco Vinicius Ropelli. “Eu sou machadense, conhecia a história do padre Nakamura e, durante o trabalho de transformar a vida dele num documentário biográfico, tive ainda mais certeza de que ele é uma das grandes personalidades da história da nossa região. Trazer essa jornada para alunos de Álvares Machado e para toda população machadense é, sem dúvidas, uma das razões de existir desse filme”, destacou Ropelli. A supervisora do filme, jornalista e professora doutora Thaisa Sallum Bacco, ressaltou que o documentário é uma fonte histórica que muito tem a contribuir com a memória coletiva de Álvares Machado. “Apesar de evocar o passado, trazendo à tona a biografia do monsenhor Nakamura, o filme nos ajuda a entender a cultura e a fé de um povo no tempo presente. Acredito que as exibições públicas para jovens de diferentes contextos são ações democráticas no campo da cultura, que promovem disseminação e construção de conhecimento sobre um personagem que tem sua história arraigada no município machadense”, afirmou Thaisa. A realização das sessões itinerantes se dá pela Lei Paulo Gustavo, que garante a distribuição de recursos para projetos culturais em todo o Brasil. O projeto, intitulado “Monsenhor Nakamura de Volta a Álvares Machado”, foi contemplado por essa lei federal a partir de um edital lançado pela Diretoria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer. Com recursos do mesmo edital, outras versões do documentário "Estrela da Manhã" foram preparadas com acessibilidade em Língua Brasileira de Sinais (Libras) e audiodescrição. Documentário sobre monsenhor Nakamura terá exibições gratuitas, em Álvares Machado (SP) Reprodução Sobre o filme 🎥 O longa-metragem conta a história e o legado do primeiro missionário católico japonês no Brasil. Com 58 anos, Domingos Chohachi Nakamura (1865-1940) veio do Japão em 1923 e, em 1928, se instalou em Álvares Machado, no sítio Guaiçara, com o objetivo de ajudar e evangelizar os imigrantes e descendentes radicados no país. Os resultados desse trabalho incansável movido pela fé são os diversos milagres creditados ao missionário após sua morte em 1940 e a instauração, em 2009, de um processo de beatificação solicitado pela Pastoral Nipo-brasileira (Panib), que tramita junto ao Vaticano. A beatificação representa o primeiro passo para que uma pessoa possa ser canonizada pela Igreja Católica. “Esta relevância, que o fez santo no imaginário popular, motivou, após relatos de graças, o processo de beatificação. Ficamos bastante felizes ao ouvirmos de clérigos que o documentário pode ser útil ao único processo de beatificação instaurado na Diocese de Presidente Prudente”, relatou o jornalista e repórter do filme, Vinícius Coimbra. Apesar de ter como figura central um padre, os autores asseguram que a produção não é religiosa. “Nossa intenção, desde o início, foi criar um documentário que tivesse relevância entre a população do Oeste Paulista”, explicou a jornalista e diretora de produção Letícia Petile. “Minha impressão é de que o filme pode ser útil para a sociedade em vários aspectos, na educação, na cultura e na religião também”, completou a jornalista e diretora de arte Victoria Domingos. Documentário sobre monsenhor Nakamura terá exibições gratuitas, em Álvares Machado (SP) Reprodução O padre partia de Álvares Machado para realizar missões itinerantes, percorrendo longas distâncias de maneira precária, a fim de visitar colônias japonesas e dar suporte espiritual no interior de São Paulo, no sul de Minas Gerais, no norte do Paraná e em Mato Grosso do Sul. “Esse trabalho não só fala da história de um homem, mas também de um povo. O documentário organiza todos esses acontecimentos e entrega mais do que um filme, uma súmula da história”, apontou o jornalista e diretor de fotografia João Lucas Martins. O conteúdo reúne 21 entrevistas em 22 horas de gravação. Dentre os entrevistados, estão figuras como Dom Ettore Capra, postulador da causa de beatificação do monsenhor Nakamura no Vaticano, e o padre João Batista Aoki, estudioso da história do missionário e ligado à causa da beatificação, diretamente de Tóquio, no Japão. Essas duas entrevistas foram gravadas com a ajuda de colaboradores. O documentário ainda conta com materiais de arquivo históricos cedidos por veículos de comunicação social, como a TV Fronteira, além de uma trilha sonora original, produzida exclusivamente para o filme. Com aproximadamente duas horas de duração, “Estrela da Manhã” foca nas realizações do padre entre os anos de 1928 e 1940. “Trata-se de um longa-metragem que a cada minuto traz novas informações sobre a história do missionário. Apesar de exaustivo, este trabalho de apuração é a alma do filme”, afirmou Ropelli. “Monsenhor Nakamura não só falava de Deus e pregava o Evangelho de nosso senhor Jesus Cristo, ele vivia aquilo que pregava. Então, quando se fala sobre a sua aura de santidade, podemos traduzir isso para o seu testemunho”, explicou o padre Jurandir Lima, um dos responsáveis pelo processo de beatificação. Domingos Nakamura faleceu em 1940, aos 75 anos, em Álvares Machado (SP) Reprodução Documentário premiado 🎬 Apesar de ainda não ter estreado publicamente em Álvares Machado, o documentário está disponível no YouTube e já supera 8 mil acessos orgânicos. O filme, dividido em quatro episódios, também foi transmitido, em 2022, por TV em canal aberto e a cabo. O documentário também acumula reconhecimentos de profissionais da comunicação e da crítica. Foi finalista na etapa regional Sudeste, do prêmio Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação (Expocom), de 2022, concedido pela Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom), no maior congresso de Comunicação da América Latina, e se sagrou vencedor da 54ª edição do troféu Margarida de Prata, durante os Prêmios de Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), também naquele mesmo ano. Documentário sobre monsenhor Nakamura terá exibições gratuitas, em Álvares Machado (SP) Reprodução Programação 📽🍿 16 de maio (quinta-feira): Exibição do documentário "Estrela da Manhã" para alunos da Escola Municipal de Educação Infantil e Fundamental (Emeif) Verador José Molina, no distrito de Coronel Goulart; 17 de maio (sexta-feira): Exibição para os alunos da Emeif Governador Mário Covas; 22 de maio (quarta-feira): Exibição para os alunos da Emeif Álvares Machado “Grupo”; 24 de maio (sexta-feira): Exibição para alunos da Emeif Márcia Helena Fernandez de Araújo, no Parque dos Pinheiros; 7 de junho (sexta-feira): Exibição pública em Álvares Machado, às 19h30, no Kaikan, localizado na Rua Fernando Costa, nº 272. Em todas as sessões, serão distribuídos aos participantes pipoca e refrigerante. VÍDEOS: Tudo sobre a região de Presidente Prudente Veja mais notícias em g1 Presidente Prudente e Região.

FONTE: https://g1.globo.com/sp/presidente-prudente-regiao/noticia/2024/05/15/com-exibicoes-gratuitas-documentario-conta-trajetoria-do-monsenhor-domingos-nakamura-em-alvares-machado.ghtml

Aplicativos


Locutor no Ar

AutoDJ

Piloto Automático

Peça Sua Música

No momento todos os nossos apresentadores estão offline, tente novamente mais tarde, obrigado!

Anunciantes